quinta-feira, 25 de maio de 2017

Geografia - União Europeia

Integração Econômica e Blocos Regionais

A DINÂMICA DA GLOBALIZAÇÃO - 2° BIMESTRE - 3° ANO ENSINO MÉDIO 2017

CAPÍTULO 3:INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E BLOCOS REGIONAIS
1.GLOBALIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO
O processo de globalização acelerou com o fim da guerra fria ,consequentemente, com o fim do sistema bipolar. Nesse contexto, destacaram-se as principais características da globalização: integração econômica,mercado  mundial e a fortalecimento/expansão das grandes empresas internacionais (conglomerados transnacionais).Ao mesmo tempo, ocorreu a formação dos blocos econômicos, que servem para que os países possam criar condições para dinamizar e intensificar a economia num mundo globalizado ,além de servir como um apoio no ambiente competitivo criado pelo avanço do neoliberalismo, uma corrente que prega a mínima atuação do estado na economia interna e no comércio externo.
2.O REGIONAL E O GLOBAL: OPOSTOS OU COMPLEMENTARES?
            Em decorrência das políticas neoliberais ,na década de 90, houve a defesa para a formação de blocos econômicos ,no contexto de livre mercado,que implica na livre circulação de mercadorias e capitais.Isso, pois as empresas transnacionais se interessam no desaparecimento dessas fronteiras nacionais ,o que foi reforçado pela globalização.
            Como as políticas econômicas estavam se baseando na competitividade ,os blocos econômicos regionais se tornaram uma forma de os estados assegurarem seus objetivos ,nesse cenário de incerteza, o que intensificou a assinatura de tratados de livre comércio e novas formas de união econômica.
            Regionalização e globalização são complementares,mesmo que  a regionalização reforce os laços culturais e sociais a nível regional,e  a globalização represente uma superação das particularidades pela expansão das transnacionais. Em resumo, a regionalização e a globalização são complementares e ,pois a regionalização é uma plataforma para a globalização e a globalização consolida os blocos regionais ,por conta da competitividade.
3.A UNIÃO EUROPÉIA
            A integração da Europa resultou do contexto da guerra fria.
-A CECA
Em 1951 o Plano Schulmann foi colocado para promover a unificação política e econômica da Europa ocidental.A Comunidade Européia de Carvão e Aço (CECA) foi o embrião da união européia e o tratado para participar dessa comunidade foi assinado por vários países da Europa ,para que se pudesse chegar ao fim do conflito que existia desde a unificação alemã.
-A UNIÃO ECONÔMICA E MONETÁRIA (UEM) OU ZONA DO EURO
            O tratado de Maastricht tinha como meta a integração econômica da Europa pela adoção de uma moeda única :o euro ,nesse tratado transformou-se a comunidade econômica européia em união européia e três países decidiram ficar fora da zona do euro: grã Bretanha, suíça e Dinamarca.Uma das principais regra desse tratado foi a responsabilidade fiscal,ou seja, os países se comprometeram a manter os gastos públicos dentro de certos limites.
            Como a Europa não possui controle mais rígidos de controle do mercado financeiro e nem dos gastos públicos dos 17 países membros da zona do euro que o banco central europeu,a união européia vem criando legislações mais rígidas para o setor bancários e vem implementando políticas de controle monetário.Em relação as manifestações populares que ocorrem nos países da zona do euro que estão em crise, observa-se que as conquistas desse estado de bem estar social esta sendo questionado ,principalmente, devido ao desemprego.
-AS DIFERENÇAS NA UNIAO EUROPÉIA
            Existe uma grande diversidade econômica e social entre os países da união européia ,pois fazem parte dela tanto os países que são as maiores economias do mundo, como a Alemanha ,quanto economias pouco industrializadas e com baixa renda per capita ,como a Bulgária .De modo geral, a grande maioria dos países da UE apresentam bons índices de desenvolvimento humano (IDH).
4.OS BLOCOS ECONÔMICOS DO PACÍFICO
            A economia da Ásia  passou a desempenhar um papel muito importante a partir de 1970.A Associação de Nações do Sudeste asiático (ASEAN) foi criada na Tailândia e tem um Caráter político e econômico ,devido a importância dessa região para os investimentos externos.A Associação de Cooperação Econômica (APEC), que propõe a implantação de uma zona de livre comercio e livre circulação de mercadorias, serviços e capitais entre os 21 países membros ate 2020.
-OS TIGRES ASIÁTICOS E A CRIAÇÃO DA BAHIA DO PACÍFICO
            Os tigres asiáticos (coréia do sul,Taiwan e hong kong) iniciaram seu desenvolvimento industrial inspirados pelo crescimento japonês , com isso criaram a bacia do pacifico.Na década seguinte,do mesmo modo, surgiram os tigres asiáticos de segunda geração (Tailândia ,indonésia, filipinas, Vietnã e malásia).
            O modelo econômico dos tigres asiáticos é  a produção industrial voltada ao mercado externo (Plataformas de exportação).Essas plataformas foram alimentadas pelo capital japonês e pela demanda do mercado consumidor dos EUA,e  a revolução técnico-científica um papel importante nesse processo de desenvolvimento.
-A CHINA E SEU ACELERADO CRESCIMENTO
            Na década de 1990 a china passou a ser investidor e ,assim, o “milagre asiático” consistiu na modernização da economia industrial da China, impulsionada pela abertura econômica pelo Partido Comunista.A china é muito importante para a economia mundial;na sua faixa litorânea  existem as zonas econômicas especiais(zee) ,que servem para exportação ,com baixo custo, devido a mão de obra barata e as riquezas naturais.
-A PARCERIA COM O BRASIL E O EMPRESTIMO AOS AFRICANOS
            O Brasil e a china são grandes parceiros econômicos ,em 2010 a china foi o país com maior volume de negócios no Brasil.Além disso, os chineses realizam alguns empréstimos ,para países africanos financiarem obras de infraestrutura atrelada a recursos naturais (ex:construção de plataformas de petróleo),com a condição de se contratarem mão de obra chinesa.
5.NAFTA,O BLOCO COMERCIAL DA AMÉRICA DO NORTE
            O nafta é o acordo de livre comércio da América do norte,que foi criado em 1992 e conta com Estados Unidos, Canadá e México.Esse acordo tem como objetivo a abolição de taxas alfandegárias ,proteção a investimentos estrangeiros e patentes, ao contrário da EU, ele só foca na área de comércio e investimentos. Uma crítica pertinente ao nafta é que os países membros são muito diferentes nas áreas: política, econômica e demográfica.
Sobre os países membros: os EUA é visto como vértice econômico do bloco, o Canadá ,apesar de ser um país muito rico é dependente economicamente dos EUA ,em relação ao capital e a tecnologia e o México entrou no bloco ,devido a possibilidade de expansão do seu comércio (que foi esquecido, já que seus governantes se preocuparam mais com a geração de emprego) e o petróleo dessa região interessava as EUA e Canadá.
6.O MERCOSUL

            O mercado comum do sul (MERCOSUL) foi criado na década de 1990 e tem como membros efetivos: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela(2012) e como membros associados: Bolívia (1996), Chile (1996), Peru (2003), Colômbia (2004), Equador (2004), Guiana (2013) e Suriname (2013).O mercosul teve três etapas: a primeira propôs a zona de livre comércio, a segunda visava a união aduaneira ,que estabelece uma taxa comum para importação e a terceira prevê a livre circulação de capitais, equipamentos e tecnologia. Os integrantes do MERCOSUL são países com recursos econômicos volumosos ,mas apesar disso não houve uma boa consolidação dessas  três etapas.  Atualmente, o objetivo desse bloco é aumentar o numero de membros e fortalecer a relação entre eles.

O MEIO AMBIENTE PEDE SOCORRO

Loading...